«Quero tornar-me um jogador mais completo»

João Bastos, avançado da equipa de iniciados do SC Beira-Mar em entrevista exclusiva DesportoAveiro.
Quando é que me começaste a jogar futebol?
Comecei com 6 anos no Pinheirense, clube que na altura tinha uma parceria com o Benfica, o que contribuiu, sem dúvida, para a minha entrada no futebol. Infelizmente, o clube ainda não oferecia competição aos seus atletas, o que fez com que eu abandonasse temporariamente o futebol. Voltei passados dois anos, para o Alba, onde joguei durante 5 épocas, até aos meus 13 anos. Depois, na época de 2014/2015 voltei a estar, de certa forma relacionado com o Benfica, desta vez na Geração Benfica em Aveiro onde fiz apenas uma época. Agora estou no Beira-Mar numa nova etapa da minha formação.
Porque é que o Beira-Mar não conseguiu evitar a descida à segunda divisão distrital de iniciados?
Como se sabe, o Beira-Mar está a passar por uma reestruturação, o que acaba por afectar os seus escalões de formação. Tivemos problemas, tanto por falta de atletas, como pelas mudanças de treinador. Isto contribuiu para as dificuldades que tivemos e consequente descida de divisão.
E individualmente como é que te correu a época?
Penso que estive num patamar médio. Consegui atingir alguns objectivos a que me propus, tais como, desenvolvimento físico, técnico, etc, no entanto, não estou totalmente satisfeito porque a equipa não atingiu os seus objectivos.
Jogaste sempre a ponta de lança?
Não.No futebol de 7 jogava a médio ala direito ou esquerdo. No ano passado, o meu primeiro ano de futebol de 11, joguei a ponta de lança e também a médio ofensivo.
Como te defines como jogador?
Penso que tenho como atributo a capacidade técnica e tento sobressair através deste aspecto. Com o treino, desejo desenvolver a parte física e táctica para me tornar um jogador mais completo.
Vais permanecer no Beira-Mar?
Actualmente é essa a minha intenção.