Visita do Romariz FC a Aveiro marca reencontro de Márcio Pinto com o SC Beira-Mar

O jogo do próximo domingo, em Aveiro, marca o reencontro de Márcio Pinto com o SC Beira-Mar. A exercer atualmente funções de responsável da comunicação do Romariz FC, foi, no passado e durante muitos anos, um fiel seguidor do SC Beira-Mar. Fez parte dos Ultras Auri-Negros, percorreu o país «atrás» do clube aveirense e chegou, mesmo, a dormir no Pavilhão do Alboi por «amor» ao SC Beira-Mar.

Este é um jogo especial para ti?

Sim, é verdade, porque durante treze anos fui sempre um adepto presente do Beira-Mar, percorrendo este pais fora para acompanhar o clube da minha vida em estádios da 1ª e 2ª Liga. Presenciei grandes momentos de glória, com dois títulos, não esquecendo que também presenciava outras modalidades, como o futsal e o basquetebol. Lembro que cheguei a ir à Madeira ver o Beira-Mar.

Este é, pois, um jogo muito especial para mim e se o negasse, estaria a mentir. Nunca pensei que este momento pudesse acontecer, defrontar o meu clube da minha vida. Vai ser uma sensação incrível pisar o relvado do «Mário Duarte» e reencontrar amigos de uma vida

Como perspetivas o jogo?

Perspetivo um bom jogo, entre duas equipas diferentes, é verdade, porque sabemos do valor de ambas. A verdade é que o Beira-Mar é favorito, pelo plantel que possui, recheado de ótimos jogadores, mas nós, Romariz, também temos o nosso valor, as nossas armas e também possuímos argumentos para poder amealhar pontos no «Mário Duarte». Que seja um excelente jogo e com muito «fair play».

O Romariz não está a ter um início de campeonato fácil. Quais as razões para este início algo tremido do Romariz?

Sim, é verdade que não começámos de forma muito positiva, pois nos quatro jogos já realizados, ainda não conseguimos vencer nem marcar golos, mas não é por falta de oportunidades, até porque essas têm surgido por diversas vezes, mas ainda não conseguimos ser eficazes. Como é óbvio, necessitamos de golos para vencer jogos e eles ainda não apareceram. Mas esta fase vai mudar, nós trabalhamos de forma séria e temos um excelente grupo e um grande balneário, para além de uma equipa técnica bastante competente e profissional na forma como trabalha. Outras das razoes também se prende com a forma como temos sido penalizados, nomeadamente em Fiães e em «casa» com o Carregosense em termos de fatores que não conseguimos perceber. E todas as semanas temos que nos habituar ao terreno onde vamos jogar, porque não é fácil trabalhar durante uma semana num «pelado» e ter que jogar ao domingo em relva natural ou sintética, mas a sorte vai mudar e o Romariz ainda vai surpreender muita gente neste campeonato.

E relativamente ao Beira-Mar, o que é que achas que poderá fazer esta temporada?

Penso que jogo a jogo pode surpreender muita gente e não tenho duvidas de que irá ficar nos primeiros lugares da tabela. É óbvio que continuo sempre adepto e vivo o clube não tão presente fisicamente mas estou a par de tudo diariamente. Tem um plantel recheado de grandes valores, como o Cílio, o Pirata, o Alexis, o Magno, entre outros, tem uma equipa técnica muito profissional e ambiciosa, com um treinador com vontade de vencer e que é um excelente ser humano e do qual sou amigo pessoal há muitos anos e que no domingo terei o prazer de o cumprimentar e lhe dar um abraço. Como disse, o Beira-Mar será sempre um clube com muita historia e que pode almejar por vencer em qualquer campo. Sabemos que há equipas com orçamentos muito mais elevados e que são candidatos a subir, mas os orçamentos não vencem campeonatos e prova disso foi a época do Rromariz no ano passado. Vou torcer para que o Beira-Mar suba de divisão e que o Romariz consiga a manutenção. Seria uma época fantástica para mim.

Como analisas o Campeonato Safina?

É um campeonato bastante competitivo, onde a nota de equilíbrio vai ser dominante no decorrer da época, como, aliás, temos presenciado nestas quatro jornadas já disputadas. Basta ver que um Espinho ou um Lourosa neste momento estão nos lugares que estão. É um campeonato com excelentes jogadores e com muita visibilidade a nível nacional, pois graças ao excelente trabalho da AFA Tv, é muito promovido. Os jogos definem-se em pequenos detalhes, porque também existem brilhantes treinadores, com curriculo de vencedores e profundos conhecedores desta prova. É sem duvida um campeonato bem melhor que muitas séries do Campeonato de Portugal e que ano após ano tem melhorado a todos os níveis.