GD Tourizense acusa GD Gafanha de ambiente de terror

O GD Tourizense, através do presidente da SAD, veio a público acusar o GD Gafanha de ter provocado um «ambiente de terror» logo após o término do jogo do passado domingo a contar para mais uma jornada do Campeonato de Portugal.

Em declarações à Rádio Terra Nova, Paulo Figueiredo afirmou que descarta «qualquer responsabilidade no sucedido», adiantando ser «normal que durante um jogo os jogadores chamem nomes uns aos outros e se toquem mas não é normal o que se passou no final do jogo. As agressões e insultos, daquele nível, são coisas muito más e inadmissíveis. Tínhamos um nosso elemento a gravar em vídeo o jogo. Foi aos balneários no final do encontro e, com a máquina ligada por distração, estava a filmar as tentativas de invasão ao nosso balneário. O treinador do Gafanha veio para cima do jovem com imensa violência e tirou-lhe a máquina. Incrível. Pode ser um bom treinador mas como homem não tem nenhuma integridade. A GNR tem de fazer um relatório que relate os factos.»

Recorde-se que o GD Tourizense venceu por 1-2, com o golo da vitória a ser obtido ao minuto 89. Com este resultado, o Anadia FC «colou-se» ao GD Gafanha no topo da classificação da Série D do campeonato.