Portugal – Espanha não chega ao fim devido ao mau tempo

Sob a arbitragem de Massimiliano Carmazzi (itália) e Julien Thibaus (França), Portugal e Espanha jogaram o último e decisivo encontro do Europeu feminino de hóquei em patins que durante seis dias decorreu na cidade da Mealhada.

Num pavilhão completamente cheio, assistiu-se sempre a um jogo com um ritmo muito elevado. Portugal marcou primeiro mas a Espanha foi sempre a equipa que mais rematou e que mais perigo criou, daí que, o empate que conseguiu ainda antes do intervalo não tenha constituído surpresa.

No segundo tempo, a Espanha, que já merecia estar a ganhar ao intervalo, adiantou-se rapidamente no marcador, mas, curiosamente, foi a partir daí que se viu o melhor período de Portugal.

A boa reação lusa resultou no golo do empate (2-2), no entanto, a Espanha voltaria a colocar-se na frente. E foi com o resultado em 2-3 favorável às espanholas que o jogo teve que ser interrompido. Faltavam quinze minutos para o fim, quando faltou a luz, situação motivada pelo mau tempo que começou a fazer-se sentir. Para além da falta de luz, a organização considerou preferível retirar as pessoas de uma das bancadas do pavilhão por motivos de segurança.