«O CD Estarreja é um clube especial para mim»

«O CD Estarreja é um clube especial para mim»

9 Dezembro, 2018 Não Por desportoaveiro

Luís Rodrigues veio desde novo da Madeira para Estarreja. Depois de ter jogado futebol, passou a ser treinador de futebol, estando atualmente ligado ao «scouting» do FC Porto. 

Como é que se deu a tua entrada no futebol?

Entrei para o futebol ainda muito novo , quando vivia na Ilha da Madeira, por intermédio de um amigo de escola que na altura jogava no Clube de Futebol União da Madeira, clube onde realizei um treino de captação e onde acabei por ficar desde iniciado até juvenil. Entretanto, quando vim viver para Estarreja, fiz, já nos juniores, o resto da formação no Clube Desportivo de Estarreja. Como senior, joguei seis épocas no SM Murtoense.

E como é que começaste a ser treinador?

Eu sempre estive ligado ao desporto como atleta, mas queria ir sempre mais além, procurando saber e aprender mais a nível táctico. Em 2008, comecei a tirar o curso nível 1, comecei a gostar e tirei o nível ll em 2010. Um ano depois, tive a oportunidade de realizar um estágio no nos juvenis do FC Porto, onde aprendi imenso. Ajudou-me a adquirir conhecimento, e por isso, aproveito para agradecer ao Luís Pinho que na altura me ajudou a realizar este estágio.

Sabemos que este ano optaste por fazer uma pausa. Porquê?

Este ano optei por fazer uma pausa para realizar os créditos para a renovação da célula de treinador grau ll que caducava este ano. Serviu também para assentar ideias.

Não sendo natural de Estarreja, tens no CD Estarreja um clube especial, certo?

Sou natural da Venezuela mas é como se fosse natural de Estarreja, uma terra que sempre me acolheu bem. O Clube Desportivo de Estarreja também nunca deixou de me acolher bem e é um clube especial até porque foi onde comecei a treinar.

Sabemos também que estás ligado à prospecção do FC Porto…

Sim, desde 2008 que faço parte desse projecto no departamento «scouting» da zona de Aveiro. Gosto desta vertente da observação de atletas, porque se adquire muito conhecimento na prospecção da formação juvenil. O objetivo é ajudar o clube a procurar talento espalhados no distrito de Aveiro e dar oportunidade aos jovens atletas de singrarem.

Treinar uma equipa de seniores faz parte dos teus planos?

Estive sempre ligado à formação, passando por vários escalões, nomeadamente benjamins, infantis e iniciados. Tenho pretensões em treinar, um dia mais tarde, uma equipa de seniores mas pretendo ficar mais algum tempo na formação que é com quem mais me identifico. Mas não fecho as portas de vir a treinar seniores algum dia.

Vais regressar na próxima temporada?

Espero bem que sim, mas tem que ser um projeto aliciante e que me motive.