AD Vagos e Sangalhos DC em posições antagónicas na classificação

AD Vagos e Sangalhos DC em posições antagónicas na classificação

15 Fevereiro, 2020 Não Por desportoaveiro

Continua a ser penosa a campanha da Associação Desportiva de Vagos na presente edição do campeonato nacional da 1ª divisão em basquetebol.

Ontem, a jogar em «casa» (embora num pavilhão muito «despido» de público), a formação vaguense perdeu com o Guifões SC, por 62-80, mantendo-se, assim, com apenas uma vitória no campeonato.

Desde o início que o jogo não começou bem para a formação vaguense. Quem faz apenas quatro pontos no primeiro período, como ontem aconteceu com a AD Vagos, fica, logo, condicionado para levar de vencida o seu adversário.

A equipa de Matosinhos, mais jovem e com outro «andamento», chegou ao intervalo a vencer por 24-39 e nem mesmo uma boa reacção vaguense no último parcial, a impediu de triunfar por 18 pontos de diferença.

O conjunto de Hugo Fernandes nunca deixou de ter uma boa postura, de lutar, mas foi sempre evidente que do outro lado estava uma equipa mais forte.

Pedro Silva (bem secundado por Pedro Morgado) foi claramente o melhor elemento da AD Vagos, num jogo em que os árbitros, lamentavelmente, acabaram por ser protagonistas pela…negativa.

É verdade que muitos dos jogadores da AD Vagos «usaram e abusaram» dos protestos, mas quer-nos parecer que muitos desses protestos não justificavam as enumeras faltas técnicas que lhes foram atribuídas. Arrogância, prepotência e falta de bom senso foram por demais evidentes na dupla de arbitragem formada por Jorge Braga e Rodrigo Lopes. Além disto, foi clara a gritante diferença de critérios adoptada para com as duas equipas no tocante à referida marcação de faltas técnicas. Momentos houve em que os atletas do Guifões SC também protestaram e nessas situações imperou o diálogo. Pena que esta postura não tivesse sido a mesma para os dois clubes.

SANGALHOS DC LIDERA

Também ontem, e igualmente a contar para a 18ª jornada, o Sangalhos venceu, em Aveiro, o Clube dos Galitos, por 59-69, mantendo-se na frente do campeonato.

Num jogo muito equilibrado, valeu aos bairradinos a superioridade demonstrada nos instantes finais da partida.